Ineditismos, sobre signos e amizade

 

Eu havia prometido atualizar a lista dos ineditismos de 2012. Aí, passei dias pensando e reparei que tenho a tendência a só querer atualizá-la com as coisas boas (ok, a queimadura de água-viva e a picada de abelha não foram assim das dez mais). 2012 foi (está sendo, diz o calendário) um ano especialíssimo, delicioso (só eu sei o peso desse adjetivo pra mim) e eu não desejaria contaminá-lo com coisas ruins. Porém (ah! porém!), é óbvio que algumas coisas ruins (esperadas ou inesperadas) também deram as caras.

 

Posso começar dizendo que fiz mais tatuagens. Sim, a coisa vicia e passei meses apaixonada pela primeira tatuagem, até que fui lá e fiz… mais três! Ah, usei esmaltes Channel. Inclusive limpei banheiro usando esmalte Channel. Ele descascou todo, é claro, porque não é feito para quem limpa banheiro. Então não é pra mim, porque um dia posso estar lá de roupa de festa, no outro posso estar esfregando o chão. Nem esmaltes nem as pessoas conseguem acompanhar minha inconstância. Ah! Tomei banho de chuva completamente nua! Pelo que me lembre nunca havia feito isso… já tomei banho de chuva em inúmeras circunstâncias, e inclusive com quase nada de roupa, mas sem nada foi a primeira vez! Deixando de lado os ineditismos, fiz várias vezes algumas daquelas coisas que já prometi pra mim mesma nunca mais fazer… pois é, dar murro em ponta de faca é especialidade.

 

Infelizmente, devo dizer que perdi amigos este ano… e, sim, lamento muito isso. Para escrever sobre isso, vou falar de signos. Aí vem aquele que torce o nariz (sempre tem). Minha resposta definitiva: tem quem fala de futebol, tem quem é viciado em chiclete, tem aquele que comenta a novela das nove e tem quem fala da sua cólica. Eu aprecio as miudezas do zodíaco. Voltando… o perdi, ainda mais infelizmente, não se deveu à única coisa que não tem volta. Nenhum morreu, só sumiram da minha vida, com ou sem motivo.

 

Tenho uma paixão muito grande pelos virginianos. Adoro vê-los, perfeccionistas, perdidos com meu jeito meio louco de ser. E eles me amam (será que foi aí o problema?). Sério, meus amigos mais próximos são virginianos. Me dou muito bem com eles e sempre foi assim. Aí, este ano, por motivos diferentes, dois amigos virginianos me abandonaram. Um eu posso até dizer que sofri… o outro eu fiquei meio p da vida mesmo. Os motivos dos dois é que me desanimaram em relação a toda a humanidade. Então não posso ter amigo que tenha namorada?! Então não podemos conviver com nossas diferenças?!?! Sejam sexuais, religiosas, políticas?! O que posso dizer é que não esperava isso deles. Desses dois não.

Não gosto de dizer que fiquei triste. Mas realmente senti falta, uma baita falta, de um desses. E mesmo que ele me leia aqui não será nenhuma revelação porque eu disse isso com todas as letras… e fui ignorada.

Ah, ah! Anotem aí! Ineditismos de 2012, fui ignorada por amigo e rejeitada como mulher! Nunca tinha passado por isso! Aliás, experiências ótimas! Estou ainda aprendendo a lidar com elas porque realmente não gostei de me ver em tal situação. Mas coisas novas sempre me atraem. Mesmo as ruins.

 

Aí os leoninos me cansaram com o drama infinito de se fazerem de vítimas e me tratarem como criança. Os arianos se mostraram traiçoeiros (nenhuma novidade). E sempre pensei que tentei minha vida inteira entender os cancerianos… e nunca consegui. Aí hoje fiquei me perguntando se realmente tentei. Vale tentar de novo?! Diz lá o zodíaco que piscianos e cancerianos são perfeitos juntos, minha mãe sempre disse que eu era igualzinha a um canceriano. Será?! Será esse o problema? Ah, 2012 só confirmou também que adoro os geminianos! E começo a descobrir alguns novos signos do zodíaco, sagitarianos, escorpianos… ampliar horizontes é sempre bom!

Nunca pensei que me daria bem com sagitarianos. A vida é uma surpresa…

 

Perdi amizades que valiam muito pra mim. Mas ganhei algumas que não esquecerei jamais, mesmo que não sejam daquelas de conversar e se ver todo dia. Ah, e descobri uma baita amizade numa pisciana! Isso sim é novidade e tanto! Sempre tinha alguma coisa que não batia com as piscianas. Ah, e os piscianos?! Desde de que sejam curitibanos… mas, deixa pra lá! A seara é das mais indizíveis e até eu me calo em certas coisas!

 

Já contei que fui até a Parnaíba? Ao Delta? Que fui ao teatro municipal de São Paulo? Que fui ao MON, em Curitiba? Ah, sim, sim, que andei por Curitiba durante uma semana, completamente sozinha? Pois é, tantos anos na cara e eu não havia feito isso. Aliás, Curitiba é daquelas cidades deliciosas para andar à pé (ou de ônibus as distâncias mais longas), não recomendo carro de jeito nenhum! Alguns ineditismos realmente não posso contar aqui, mas garanto que já tem até sementes para 2013.

 

Nunca disse algo como “ex-amigo” ou “melhor amigo”, porque, de fato, amigo é amigo. Eu sou muito leal aos meus. Eu sou aquela amiga que faz tudo, se doa pra caramba. Aliás, a lista de coisas que fiz para esses dois virginianos que me abandonaram é enorme. Passei horas da minha vida ajudando, fazendo companhia, conversando, me desloquei daqui pra lá pra dar aquela mão na hora que me ligaram “pode me ajudar?”. Eu tenho isso… eu faço. E não cobro, não jogo na cara. Eu faço porque acho que amizade é isso. Não tenho muito isso de falar das minhas qualidades, mas um ineditismo desse ano foi receber alguns elogios. E é verdade, sou leal, sou companheira, sou daquelas para todas as horas. Por isso quando alguém me liga para ir a um velório, eu largo tudo e vou na hora. Nem que seja alcoolizada (viu só? ineditismos…), mas vou.

 

Aliás, para terminar, vou colocar em ordem a lista dos maiores elogios que já recebi na vida (a maioria deles foi esse ano). Em primeiro lugar, auto-suficiente (obrigada, meu irmão, por ter me dado isso aí, eu sei que querias me xingar, mas o efeito foi ao contrário e trago pra sempre!). Sim, gosto de ser auto-suficiente. Desde lá antes da adolescência peguei essa nóia de não depender de ninguém, de não esperar que me ajudem ou que façam as coisas. Ontem ainda a moral do dia foi: quem quer, faz. Em primeiro lugar, de honra, inteligente (minha mãe sempre disse: ela é muito inteligente. Eu sei que é elogio de mãe, mas vale.). Dois vieram de alguém que é melhor não citar, “otimista” e “anti-convencional”. Terceiro e segundo lugares. Sim, depois de tanta coisa na vida e de tanto ser chamada de pessimista (tentando me defender com o “sou realista”) alguém finalmente percebeu a grande mudança que se fez em mim este ano, sou uma otimista incorrigível! E nem vou perder meu tempo em dizer o quanto eu adorei o “anti-convencional”. Minha vontade, ao ouvir, foi de dizer: não tens idéia o quanto! Sim, poucas pessoas sabem o quanto eu sou realmente anti-convencional. Em muita coisa. E em quarto lugar, mais uma amiga (geminiana) que percebeu as grandes mudanças por aqui: prática. Aí a amiga leonina, ao lado, disse que não concordava. Claro que ela não concorda, é só mais uma leonina que se vitimiza e olha para mim como se eu tivesse dez anos. Sim, sou prática com muita coisa. Posso ainda ser a sonhadora romântica (já diz lá o nome…) incorrigível, mas a vida me ensinou a ser prática com tudo aquilo que preciso.

 

O que dizer de um ano que me trouxe tanta, mas tanta, coisa boa? Sobre as amizades, é claro que eu sinto falta, mas tenho certeza que eles estão perdendo muito mais do que eu. Não é todo dia que se encontra uma amiga assim. (ah, anotem aí, assumi uma certa arrogância esse ano também… foi necessário.) E tenho certeza que eles sabem que perderam uma amiga sem igual por motivos tão banais.

 

 

Anúncios

3 comentários em “Ineditismos, sobre signos e amizade

Adicione o seu

  1. Ah mas eu sou um exemplo de virginiana do bem! Né?! Que realmente “ama” o seu jeito as vezes aqui…outro lá…me perco nisso tudo…rs Porque você coloca em prática o que eu já sinto “receio” só de pensar…rs e acho isso o máximo…haha

    Curtir

  2. Adorei o texto! Adorei teu ano (se é que se pode fazer isso!) e os ineditismos.
    Me encontrei ali, será?! Se for, que honra! Favor me incluir na lista do amigo a qualquer hora e pra qualquer roubada! E nos vemos em 2013 com muitas sementes pra regar. (Com certeza, não as sementes de teus segredos, mas espero que quase tão boas quanto!)
    Beijo beijo beijo

    Curtir

    1. Disso eu sei! Amiga pisciana é assim mesmo! Pra toda hora, pra qualquer coisa! E, de preferência, roubadas! 2013 vai ver essas sementes dando frutos, isso sim! Cansamos de esperar! Putz, me perdi nessa sementes dos meus segredos, tão segredo que nem eu sei! hahahahaha

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: