Não passa nem passará

Alento

é o tempo

passou e eu quis fugir

dobrou esquinas

respirei em descompasso

Alento

é a solidão

ficou e eu quis sumir

varou noites

tomei indecisões

Sem alento

é a roda, gira

e a tarde e um dia

e nada se desvia

nem se nega

Sem alento

é o mesmo guia

e o que não devia

e sigo perdida

foi-se a vida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: