Cadê a poesia?

Hoje eu queria
que tudo se passasse em poesia
E, quem sabe,
até um banho em tua companhia
Eu queria, sim
que o difícil tivesse fim
Desejei brotarem versos
em cada esquina
E que os gritos
intuíssem melodia
Hoje eu queria
que a dor na pobreza da rima
se fantasiasse de amor
e a apatia
respirasse furor
Hoje eu queria, quem sabe
um pouco de amizade
e que o coração suspirasse
pelas mudanças na paisagem
Hoje eu queria
falar de paz com o travesseiro
teu olhar matreiro
e nos sonhos reencontrar
a poesia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: