Anfitrião

Repara

no reflexo dos nossos passos no vidro da passarela

repara

no nosso sobe e desce as escadas

e no caminhar na praia:

seguimos em perfeita sintonia

 

Repara

na nossa risada

repara

nas nossas diferenças

e nos livros que já lemos:

é o que em comum temos

 

Repara

no mar ondulando sob nós

repara

na onda espatifada contra a pedra

e no sol amarelando nossa tarde:

abraçados pela orla ficamos

 

Repara

no meu olhar medindo prédios e morros

repara

no que eu quis dizer e titubeei

e como eu encosto a cabeça no teu ombro:

não sou fácil de ler

 

Repara

no quanto já andamos

repara

no quanto já nos contamos

e no tanto que ficou pro próximo encontro:

que os dias não voam

 

Repara

nos sinaleiros fechados

repara

nos vizinhos espiando

e nos gritos pela madrugada:

desconfiarão que tens namorada

 

Repara

no Baudolino que não te emprestei

repara

que não levei toalha

e no creme que eu deixei:

pistas que me levarão de volta

 

Repara

no tempo que levei pra chegar ao teu colo

repara

no silêncio das tuas lágrimas

e na esperança magoada:

em doses de madrugada eis a cura

 

Repara

no meu humor e nas surpresas

repara

na nossa janta improvisada

e nas nossas mãos entrelaçadas:

só faço dessas promessas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: